Roteiro de 11 dias pelo Sri Lanka

Planejar uma viagem para o Sri Lanka pode parecer muito fácil pelo tamanho e a facilidade de se locomover dentro do país. Mas a ilha oferece tanta coisa, que é preciso, sim, se organizar.

Quando finalmente decidimos que íamos para o Sri Lanka, comecei a pesquisar em todos os lugares e ainda assim achei um pouco de dificuldade para achar informações. A maioria dos blogs são em inglês.

Então vim aqui compartilhar com vocês o roteiro que fiz neste país espetacular. Fomos sem planejamento de quantos dias íamos ficar em cada lugar. O que foi ótimo!

P.S: Planejamos conhecer alguns lugares que não foram possíveis por causa das enchentes. Então tivemos que mudar os planos de última hora.

Dia #1 Colombo – Kandy

Clique aqui para saber mais sobre Kandy

Saímos de Chennai, na Índia, de madrugada e, como o voo dura mais ou menos uma hora e meia, chegamos em Colombo (capital do Sri Lanka) ainda de noite. Pegamos um ônibus e fomos até o terminal de trem e fomos direto para Kandy que fica no centro do país. Foram 7 horas de viagem, mas com aquela paisagem nem pareceu. Realmente é lindo!

Dia #2 Kandy

Kandy é uma cidade não muito grande, mas ótima para descansar e curtir a natureza. Lá você encontra templos e um lago lindo que fica no centro da cidade. Aproveitamos para ver uma apresentação de música e dança locais que acontece todos os dias no fim de tarde.

Dia #3 Kandy

Gostamos tanto de Kandy que decidimos ficar mais um dia. E não nos arrependemos não, é muito gostoso lá. Tem um Buda gigante também e da para ver a cidade inteira lá de cima. Aproveitamos para ir em uma feira a céu aberto cheio de comida. O legal é caminhar por Kandy e apreciar a cidade é a vida local. A noite comemos comida chinesa em um lugarzinho perto de onde estávamos ficando.

Dia #4 Kandy – Ella

Clique aqui para saber mais sobre Ella

Pegamos mais uma vez o trem, mas dessa vez a empolgação foi grande! Esse trecho da viagem (Kandy – Ella) é o trecho mais lindo da vida e é imperdível para que vai vai ao Sri Lanka. Mais 8 horas de viagem e chegamos em Ella de tardezinha. Foi indescritível essa viagem. Chegamos, comemos e fomos dormir.

Dia #5 Ella

Nesse dia aproveitamos para conhecer cachoeiras e trilhas. Ella é ainda menor do que Kandy, mas é demais! Para os amantes da natureza, Ella é imperdível. Jantamos na casa onde ficamos! Os donos fizeram uma janta especial que estava demais!

#Dia 6 Ella

Decidimos, mais uma vez, acrescentar um dia em mais uma cidade. Como a viagem para a Índia tinha sido bem intensa, resolvemos que o Sri Lanka seria para descanso. E foi. Nesse dia choveu bastante!

Dia #7 Ella – Mirissa

Fomos de Ella até o sul do país para conhecer as Praias. Decidimos ficar em Mirissa. Essa viagem foi longa e foi de ônibus (Não tem trem para esses lados), mas acho que nunca ri tanto! Aqueles motoristas são loucos! Andam a 200km/h, mesmo nas curvas, e com o som a toda! Chegamos em Mirissa final do dia, já com um por do sol lindo! Jantamos em um restaurante na beira da praia e fomos dormir.

Dia #8 Mirissa

A princípio iria chover, mas o dia amanheceu lindo e ficamos o dia inteiro na praia. Vimos tartarugas saindo dos ovinhos, vimos tartarugas adultas no mar, esquilos e cobras. Foi literalmente um dia para relaxar com sombra, água de coco e mar!

Dia #9 Mirissa

Pois é, Mirissa nos roubou o coração kkkk aproveitamos esse dia para conhecer uma outra praia ali perto: Weligama. Passamos os dia inteiro passeando de ônibus e conhecendo. Mais um dia de sol! Jantamos no mesmo restaurante da outra vez.

Dia #10 Mirissa

Passamos esse dia inteiro na praia! Da praia para a rede, da rede para a praia. A noite fomos no centrinho de Matara para comer e fazer umas comprinhas.

Dia# 11 Mirissa – Colombo

Aproveitamos o início da manhã na praia e nos despedimos desse paraíso. Nos desepedimos do pessoal do hotel e dos cachorrinhos (sim eu chorei) e Pegamos o ônibus para voltar para Colombo. Paramos para conhecer o Galle Fort que é bem interessante e a noite pegamos mais um ônibus para o hotel que ficava perto do aeroporto. Saímos umas 5 da manhã para pegar o vôo para Kuala Lumpur.

Falar dessa viagem me aperta o coração de saudade. O Sri Lanka me surpreendeu demais! Eu vou voltar COM CERTEZA ABSOLUTA para lá. Nos próximos posts vou dar mais detalhes das cidades, dos lugares que ficamos e de mais algumas coisinhas que são bem interessantes!

____________________________________________________________________________________________

Deslocamentos:

No Sri Lanka é fácil viajar sem ter que pegar avião. Tem opções de trens, ônibus, tuktuk e carro.

Mumbai – Chennai – Colombo

Não fomos direto do Brasil, saímos da Índia. Pelo que sei ainda não existem vôos direto do Brasil para o Sri Lanka. Voamos com a companhia aérea indiana SpiceJet e durou cerca de duas horas de viagem (o segundo trecho). Como não tinha voo direto de Mumbai, tivemos que comprar uma passagem para Chennai e de Chennai para Colombo.

Colombo – Kandy – Ella

Esse foi um trecho muito esperado. As viagens de trem no Sri Lanka são famosas por serem espetaculares, juntando o estilo do trem (com janelas e portas abertas) e as paisagens enfeitadas com plantações de chás. E não ficamos decepcionados não. Foi demais!!

Ella – Mirissa – Colombo

Não sabíamos que não tinha trem de Ella para as praias do sul. No penúltimo dia em Ella descobrimos que tinham alguns ônibus diários para Mirissa e foi isso que fizemos. Para ir para Colombo também pegamos mais um ônibus, que durou quase um dia inteiro, até porque fizemos uma parada no Galle Fort. Andar de ônibus no Sri Lanka ainda merece um post só falando sobre isso.

Colombo – Kuala Lumpur – Bangkok

De Colombo pegamos um voo para Kuala Lumpur na Malásia. Não estava previsto este destino, mas como não achamos passagens direto para Bangkok, aproveitamos para ficar dois dias na capital. E amamos demais!! Voamos de AirAsia nos dois trechos.

____________________________________________________________________________________________

Visto e vacina da febre amarela.

Para viajar ao Sri Lanka, nós, brasileiros, precisamos solicitar o visto antes de viajar. Não é difícil e eu explico o passo a passo aqui.  Também é necessário apresentar na chegada a carteirinha internacional da febre amarela. Sem ela você não entra no país.

____________________________________________________________________________________________

Instagram: @pegadasdeumaviagem

Qualquer dúvida deixem nos comentários!!

Até a próxima!

Roteiros Sri Lanka Viagem

1 comentário Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: